quinta-feira, abril 19

[Crônica] Sangue do meu sangue

Uma das frases mais lindas que ouvi em "Game of Thrones" é de Daenerys: Sangue do meu sangue, quando ela se referiu aos irmãos de sua tribo dothraki. E percebemos, tanto no tom usado pela atriz Emilia Clarke como pela história da própria Dany, a importância que a frase e a atitude têm para ela e todo aquele povo. Ainda mais por ela não ter nascido no ventre dothraki. Eles se protegeriam com o que pudessem fazer pelo outro. Já no filme "Sete Vidas", a ligação que existiu entre os personagens de Will Smith e Rosario Dawson jamais poderá ser rompida. É uma história de entrega, amor e amizade incondicional.

A gente não escolhe a própria família como tem a chance de tornar amigos quase parentes, é o que afirma a sabedoria popular. Amigos são a família que nos permitiram escolher. O que cria este laço e o torna maior que o de sangue? A confirmação de que essas pessoas se amam de verdade - não por obrigação ou convenção - e estarão sempre ao lado uma da outra, prontas para o que vier, e uma jamais deixaria a outra enfrentar as piores horas de sua vida sozinha. As primeiras pessoas com quem você pensa em falar, quando algo importante está para acontecer na sua vida, aquelas que você mais deseja do seu lado quando coisas importantes finalmente ocorrem. São pessoas por quem você morreria, se preciso.

Quão fortes não serão os laços, então, entre um doador e uma pessoa que precisou da doação de um órgão ou de certa quantidade de sangue ou medula? Que tipo de conexão podemos afirmar que existe aí? Como explicar uma ligação tão forte entre duas pessoas que, talvez nunca se viram na vida, mas viverão uma dentro da outra por muito tempo, ou até para sempre?

Lembrei disso ao saber, em recente matéria do Governo do Estado, que o Hemocentro Regional de Campina Grande recebeu em 2012, até o momento, mais de 6.800 doações de sangue.  Em 2011, o número total de doações ultrapassou 22.800. O órgão estará fazendo coletas externas durante todo o mês de abril, visando aproximar sociedade e Hemocentro, e estabilizar o banco. E a cada vez que você doa sangue, pode estar salvando as vidas de quatro pessoas. Saiba mais.

Muitas crianças, jovens e adultos aguardam hoje por doadores compatíveis, com destaque para pacientes diagnosticados com CA, como a leucemia. É uma espera de meses ou anos que se assemelha a décadas e séculos, quando um doador compatível parece cada vez mais díficil de ser encontrado.

Você é doador de sangue ou de órgãos? Procure um banco de sangue na sua cidade, cadastre-se, faça a primeira doação - atentando às condições de saúde necessárias à doação. Deixe sua família ciente disso, e tenha consciência do tamanho do seu gesto, porque vida e amor se unem em um ato como este.

Laços unidos por um carinho real, sem interesses, puramente pelo ato de ajudar outra pessoa com aquilo que você tem a oferecer, não é pouco, gente. Isso é maior que o mundo, é maior que a própria vida.

Também é atitude digna de heróis.
Bom dia e boa semana!





Fonte:


5 Comentários:

Érica Patricia Lopes disse...

Ainda não sou doadora, confesso que este post abriu meus olhos para importância de gesto.

Ajudar ao próximo faz um bem tanto para alma, não faz? Eu pelo menos, me sinto ótima quando ajudo alguém!

This, mais uma vez arrasou na crônica!
Beijos querida

Douglas Dias Brandão disse...

Que boa notícia, né (?), que as pessoas estão doando sangue, estão começando a perceber que existem pessoas que precisam desse líquido vermelho que é tão importante para a gente. Fico muito feliz.
Eu gostaria sim de doar sangue um dia, mais ainda não tenho idade, mas gostaria muito. Acho uma atitude linda!

HONORATO, Sandro disse...

This :)
Como vai?
Doação de sangue..ta ai algo que anda em minha mente.
Prometi que se passasse na facul.federal ia doar sangue e adivinha? passei *-*

Excelente crônica :)

Beijos e cuide-se

RIMAS DO PRETO

Andressa Leite disse...

Acho isso tão bonito *-*, pena que não posso fazer a doação, mas incentivo todos que podem.

O Vazio na Flor disse...

Puxa, acabei caindo nesse post assim,meio na sorte e que grata surpresa.
Sempre fui doadora, mas minha familia sempre foi contra. Até eu precisar de um transplante, ou melhor, 2 transplantes.
Perdi a visão por conta de uma doença e se hoje enxergo, foi por conta desse gesto de amor. Recebi 2 corneas e hoje posso ler e sair de casa. isso tudo mudou a opinião da minha familia e hoje todos são doadores.
Que seja de sangue, que seja de órgãos ou tecidos, doar é sempre um gesto de amor!!
Parabens pelo post, ficou incrivel!

Postar um comentário

Obrigada pela presença e participação! ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados. Aqueles considerados inapropriados à nossa política serão automaticamente excluídos. Comentários anônimos não serão aceitos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...